Percepção do mudar

Juliana Gola
26 julho 2022

Por Angélica Martiniano

Mudar é complicado. Mas acomodar é perecer, e portanto, uma questão de escolha.” Mario Sergio Cortella

Um belo dia resolvi mudar… Sim, nós conhecemos essa música e certamente já cantamos muito no karaokê. Mas o sentido que essa oração revela, somente me soou significativo de uns tempos para cá.

A percepção do inevitável e a coragem para mudar um dia surge como um click estalo, de onde vem eu não sei, mas surge e vem acompanhada de medos, dúvidas e muitas incertezas. Contudo, também se mostra como a aceitação plena e consciente da necessidade de algo novo, bom e imponente em termos de novos desafios.

Eu mudei, me arrependi, busquei uma nova mudança, me encontrei e finalmente cheguei ao meu novo desafio: ser uma Flow Maker! Mas, antes de falar sobre a caminhada em me tornar uma Flow Maker, vamos refletir sobre como o ato de mudar pode ser visto como um processo de aprendizagem?

Quantas vezes nós já ouvimos “saia da sua zona de conforto” ou “você está acomodado demais, precisa encarar novos desafios”? Certamente muitas vezes!

Se enxergarmos a vida como um eterno movimento dialético, onde a contraposição e a contradição de ideias nos levam a outras novas ideias, ações ou lugares, faz todo sentido não estacionar na zona de conforto.

Porque então, se torna tão difícil pensar em uma mudança, seja ela em qualquer aspecto da nossa vida? Essa talvez seja mais fácil de responder! É muito comum encontrarmos lugares, situações, pessoas ou cargos que oportunizam muito o bem-estar, e só de pensar em renunciar a isso já nos parece uma mega loucura.

No âmbito de uma sociedade de crescimento exponencial e ágil, a cultura de aprendizagem pode ser percebida como um fator fundamental para se criar condições sustentáveis de evolução e de se manter competitivo no mercado, seja você uma pessoa física, em busca de nossos desafios, seja você uma organização que busca subsídios para inovação e crescimento.

Assim, as novas e múltiplas percepções e interações permitidas pela coragem de mudar, nos conduz a um caminho repleto de aprendizados, com novos olhares, habilidades, desejos, metas e conquistas, a fim de alcançarmos um nível constante de desenvolvimento, para atingirmos a nossa zona de crescimento.

É notório que para as organizações, as mudanças percorrem um caminho mais árduo e muitas vezes extremamente burocrático, contudo quando a percepção inevitável da necessidade de mudança surge, é preciso ter um olhar atento e cuidadoso para não tornarmos a resistência uma desculpa para processos de mudança frustrados ou mal desenhados.

Mas e agora, por onde começar? Bom… permita-se! Seja a partir das reflexões aqui provocadas ou por outros insights, descobrir e redescobrir as mudanças latentes ao seu momento de vida ou ao momento vivido pela sua organização. Permita-se viver o medo e a múltiplas incertezas que cercam qualquer mudança, afinal ninguém disse que seria fácil, mas encarar a mudança pelo viés do aprendizado, pode ampliar o nosso leque de possibilidades e nos levar a novas “zonas de conforto”.

Mas você deve estar se perguntando: E a história da caminhada do flow maker? Bom essa história fica para um próximo capítulo! 😊

Agora só falta você… Agora só falta você…

*Foto de Adi Lica no Unsplash

 

 

Quinzenalmente produzimos nossa Newsletter com conteúdo exclusivo sobre liderança, cultura, juventude e temas relacionados ao desenvolvimento humano. Assine e receba gratuitamente!

Inscreva-se agora e receba nossas últimas newsletters!

A Flow Brasil é uma consultoria que prepara pessoas, equipes e organizações para o crescimento, relacionando habilidades e desafios, em projetos de cultura, liderança e juventude.

  • Rua Macunis, 68 - Vila Madalena, São Paulo, Brasil

  • marcio.cassin@flgbrasil.com

  • Telefone: +55 (11) 96647-8080

Flow Group © 2020 Todos os direitos reservados | by Next4