Você também está cansado?

Juliana Gola
06 julho 2021

Queria falar desse cansaço que dez entre dez pessoas me descrevem quando chego ou ligo ou mando mensagem: oi, tudo bem? Sim, tudo, mas to tão cansada. Sim, tudo, mas to tão cansado. De onde vem essa exaustão? É a pandemia, o medo, a falta de luz no final do túnel. Acho que tem tudo isso, sim, mas tem também uma sensação geral de falta. Ao falar em fruição e qualidade de vida no livro “Flow – a psicologia do alto desempenho e da felicidade”, o autor Mihaly Csikszentmihalyi diz: “Uma atividade universalmente apreciada é estar na companhia das pessoas”. Entre tantas teorias e entrevistas que ele fez por mais de 20 anos para chegar ao conceito de flow, ele fala de habilidades e desafios e da importância em equilibrar as duas coisas e estar no controle consciente das atividades que realizamos no dia a dia.

Enquanto leio o livro, fico presa nessa frase sobre a companhia das pessoas. Somos seres sociáveis, precisamos da convivência e da troca, como humanos que evoluem e aprendem e crescem ao redor de outros como nós. Como estabelecer vínculos e conviver em sociedade sem a presença? Será este o grande efeito do distanciamento? O cansaço extremo? Obviamente é uma somatória de coisas ruins que estão acontecendo e de falta de controle sobre o que virá no dia seguinte. Mas será que algum dia tivemos este controle? Por que na solidão essa sensação fica tão maior?

“A socialização pode parecer à primeira vista uma exceção à regra de que é preciso usar as habilidades para apreciar uma atividade, pois papear, fofocar ou gracejar não parece exigir capacidades particulares. Mas exige: como demonstram os tímidos, se a pessoa se sente pouco à vontade socialmente, tem medo de estabelecer contatos informais e evita o contato sempre que possível. Toda atividade compreende um punhado de oportunidades de ação, ou ‘desafios’, que exigem habilidades adequadas para serem superados. Se não possuímos as habilidades corretas, a atividade não é desafiadora: é simplesmente sem sentido”, diz o autor.

Quais e quantas habilidades estamos deixando de explorar sem a companhia das pessoas? O que esse cansaço diz sobre nós e a nossa capacidade de adaptação? Porque talvez de um modo geral, principalmente no que diz respeito ao mundo do trabalho, aprendemos a viver nessa nova realidade. Prazos são cumpridos e projetos são entregues. Mas o que entregamos junto com reuniões sem intervalos, trabalhos bem elaborados na solidão de uma escrivaninha que divide o espaço com prato de comida e muito café?

O que a falta dessa atividade universalmente apreciada que é estar na companhia de pessoas está repercutindo no nosso corpo físico e individual? Está mais difícil achar sentido sem poder sentir junto?

Quinzenalmente produzimos nossa Newsletter com conteúdo exclusivo sobre liderança, cultura, juventude e temas relacionados ao desenvolvimento humano. Assine e receba gratuitamente!

Inscreva-se agora e receba nossas últimas newsletters!

A Flow Brasil é uma consultoria que prepara pessoas, equipes e organizações para o crescimento, relacionando habilidades e desafios, em projetos de cultura, liderança e juventude.

  • Rua Macunis, 68 - Vila Madalena, São Paulo, Brasil

  • marcio.cassin@flgbrasil.com

  • Telefone: +55 (11) 96647-8080

Flow Group © 2020 Todos os direitos reservados | by Next4