Aprendizagem intencional e genialidade coletiva em pauta na Whirpool

E foi dada a largada em mais um programa de trainee na Whirpool! Nos dois primeiros dias de encontro, costuramos teoria, a partir dos conceitos de aprendizagem intencional, como habilidade no desenvolvimento, com a apresentação de Nanda Miranda, consultora da Flow, com os desdobramentos sobre genialidade coletiva, na prática, com a atriz convidada Flávia Garrafa. 

“Num mundo em que as formas de informação são construídas em rede, tencionando nossas verdades e perspectivas em constância, e destacando problemas complexos que não conseguimos simplificar, é preciso investir tempo e consciência para conseguir endereçar da melhor forma cada recorte que chega”, contextualiza Nanda.

O quanto esta instabilidade de referências faz com que precisemos ligar a aprendizagem intencional? “O processo passa pelo desapegar daquilo que um dia foi referência, mas que hoje não faz sentido. É importante ter consciência sobre competências e incompetências, praticar esse olhar para o autoconhecimento sem perder a dimensão do olhar para fora”, afirma ela. 

Durante o encontro, foram levantadas questões e provocações sobre o funcionamento de cada um quando falamos em aprendizagem: Somos sempre reativos ou paramos para ouvir, e apenas ouvir, antes de ter uma resposta? É possível trabalhar a inteligência coletiva? Como praticar a escuta ativa? Nanda brinca que “Precisamos despir das certezas, pendurar a opinião num cabide momentaneamente, ouvir a outra pessoa e entender os pontos de vista para chegar num lugar dessa dinâmica chamada diálogo”. Com exercícios em duplas, a proposta era entender como a teoria funciona no dia a dia da empresa. 

No segundo encontro, sob o comando da atriz convidada Flávia Garrafa, o trabalho girou em torno da genialidade coletiva. Individualmente, em trios e em grupo, a ideia era demonstrar os diferentes resultados para cada formato da mesma ação. “O individual é importante e o grupo também. Propus que eles contassem uma história, um de cada vez, complementando e criando a partir do outro. Foram três horas muito divertidas, de entrega, apesar da vulnerabilidade, de saírem do lugar comum”, conta Flávia. No final, um desenho coletivo também foi proposto. “Você tem que abrir mão do controle, do que seria e do que se transformou seu desenho inicial. E no final, é possível ter uma visão geral e particular mais apurada”, completa.

Utilizando vivências do teatro, a atriz acredita nos efeitos de “praticar a ação”, na força da comédia para fazer pensar. “Rir uns dos outros é eficiente em vários aspectos, passa pela dificuldade, depois o conforto e então se enxergar”, diz ela. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quinzenalmente produzimos nossa Newsletter com conteúdo exclusivo sobre liderança, cultura, juventude e temas relacionados ao desenvolvimento humano. Assine e receba gratuitamente!

Inscreva-se agora e receba nossas últimas newsletters!

A Flow Brasil é uma consultoria que prepara pessoas, equipes e organizações para o crescimento, relacionando habilidades e desafios, em projetos de cultura, liderança e juventude.

  • Rua Macunis, 68 - Vila Madalena, São Paulo, Brasil

  • marcio.cassin@flgbrasil.com

  • Telefone: +55 (11) 96647-8080

Flow Group © 2020 Todos os direitos reservados | by Next4